Médicos e enfermeiros

Enfermagem ou Medicina? Saiba a diferença e como escolher

FAPCE.

Muitos estudantes que escolheram a área da Saúde como carreira enfrentam uma dúvida cruel na hora de selecionar o curso: Enfermagem ou Medicina? De Saúde modo geral, diferenciar as duas formações pode parecer difícil, visto que existem muitas semelhanças entre elas.

No entanto, com uma avaliação mais cuidadosa, ficam muito claras as diferenças entre cada profissão. Na realidade, esses dois ofícios se complementam e atuam sem relação subordinada. Quando trabalham em sinergia, o maior beneficiário é o paciente, o centro de toda atenção. 

médicos, enfermeiros,

Então, para entender melhor as particularidades de cada profissão, continue acompanhando este artigo a seguir!

Entenda as funções do enfermeiro

O foco dos estudantes de Enfermagem após finalizar a graduação será o cuidado com os pacientes. Um enfermeiro é responsável por fornecer os primeiros socorros, coletar materiais para exames, administrar medicamentos, monitorar sinais vitais, fazer curativos, entre outros. 

Esse profissional  acompanha o paciente durante o tratamento, cuidando para que as prescrições médicas sejam cumpridas, e passa muito mais tempo com os enfermos do que com o próprio médico. É sua responsabilidade manter o registro do paciente atualizado e informar ao médico sobre a situação do internado.

Conheça as atividades de um médico

No caso dos estudantes de medicina, depois de formados serão capazes de diagnosticar doenças, distúrbios e outros problemas de saúde e propor um tratamento adequado. O médico pode trabalhar como Clínico Geral assim que finalizar a formação básica. Para trabalhar em uma área específica — Ginecologia, Psiquiatria, Oncologia, Cirurgia Geral, entre outros — é necessário iniciar a residência médica.

Existem mais de 40 especialidades médicas reconhecidas pelo CRM (Conselho Regional de Medicina). Em todas elas, a responsabilidade do profissional é avaliar as condições de saúde, investigar a causa das patologias, identificar sinais e sintomas, definir um diagnóstico e estabelecer um prognóstico adequado. 

Também é dever do médico aconselhar os pacientes sobre tratamentos preventivos, prescrever medicamentos e encaminhá-los a outros especialistas quando necessário. 

Saiba como se formar em uma das áreas

Antes de decidir entre Enfermagem ou Medicina é muito importante que você considere não apenas a situação atual da profissão, mas também as perspectivas apontadas pelo mercado de trabalho. Confira mais abaixo.

Enfermagem

O tempo mínimo para obter o diploma de Enfermagem é de 4 anos. Depois da formatura, o profissional poderá escolher uma das 3 áreas regulamentadas pelo Cofen (Conselho Federal de Enfermagem) para atuar.

Curso de Enfermagem

Na área I, os campos de atividade são a Saúde Coletiva, Saúde da Criança e do Adolescente, Saúde do Adulto, Saúde do Idoso, Urgência e Emergência. A área II é focada na gestão, enquanto a área III consiste no ensino e pesquisa.

Segundo o Cofen, em 2020, no Brasil, 552.316 enfermeiros exerciam a profissão. Por outro lado, mais dados da entidade ajudam a entender um pouco do mercado de trabalho desses profissionais. 

Medicina

No caso do curso de Medicina, o estudante deve dedicar, no mínimo, 6 anos de estudo. Após esse período, o médico já está qualificado para atuar como clínico geral, podendo continuar seu treinamento se matriculando em uma residência médica, conforme citamos nos tópicos anteriores.

No entanto, é necessário avaliar com calma o que fazer, pois algumas residências podem durar até 4 anos, como Cirurgia Cardiovascular. Segundo o CFM, 52 especialidades médicas e 53 áreas de atuação são reconhecidas no Brasil. No mercado de trabalho, o número de profissionais vem aumentando ao longo dos anos. 

Desse modo, mesmo que ainda haja muita demanda, dependendo da especialidade ou região de atuação, é possível que você encontre certa competitividade.

Veja qual é a média salarial de cada profissão

Agora que você já aprendeu sobre os cursos de Enfermagem e Medicina, qual é a diferença entre eles, vale pesquisar sobre a média salarial das duas profissões.

Em média, o salário de um enfermeiro com formação superior no Brasil é de 3 mil reais mensais. No entanto, há uma diferença salarial no setor, dependendo da área de atividade escolhida. Em unidades de saúde privadas e filantrópicas, por exemplo, mais da metade dos profissionais empregados não fatura mais de 2 mil reais mensais. 

Quanto aos médicos, as perspectivas são um pouco mais animadoras, já que a profissão é tida como uma das mais bem pagas no Brasil. Um médico em início de carreira pode ganhar mais de 4 mil reais, enquanto que um médico experiente pode ganhar 11.500 reais mensais. 

Aprenda a escolher entre as duas formações: Enfermagem e Medicina, qual a diferença?

Apesar de o salário ser um fator decisivo para muitos, é recomendado que ele seja apenas um dos critérios em sua escolha, não o principal. É importante entender se você tem aptidão para uma ou outra profissão, pois ambas as carreiras oferecem desafios,como as jornadas de trabalhos bem longas, a exemplo dos plantões de 24 horas. 

Essas são as principais características dos cursos de Enfermagem ou Medicina. Se você já decidiu qual delas iniciar, concentre-se em escolher uma instituição de ensino, de preferência, bem avaliada pelo MEC (Ministério da Educação), a exemplo da FAP (Faculdade Paraíso do Ceará), caso queira o curso de Medicina em Araripina (PE) — que contam com uma infraestrutura e equipamentos de ponta, corpo docente especializado, composto por mestres e doutores — ou um curso de Enfermagem na própria FAP.

Já decidiu qual desses cursos fazer? Então, se inscreva no processo seletivo da FAP e comece agora a construir a sua carreira!

Quero me inscrever!

Mais Posts