Paciente sob tratamento da Psicologia

Conheça alguns tratamentos da Psicologia, e se encante pela área

FAPCE.

Os tratamentos da Psicologia visam cuidar de problemas da saúde mental. Seu principal método é a psicoterapia, popularmente referida como terapia. Elas tratam distúrbios como depressão, ansiedade, estresse e fobias. Além disso, serve para dar suporte à pessoas em fases difíceis da vida, como traumas, luto e/ou mudanças profissionais.

curso de Psicologia

Caso você esteja considerando a possibilidade de fazer uma graduação em Psicologia, é importante saber o que conhecerá ao longo do curso, incluindo diversos tipos de abordagem terapêutica. 

Quer entender um pouco mais sobre os principais tratamentos psicológicos? Continue acompanhando este post e confira a seguir!

Terapia de aceitação e compromisso

A terapia de aceitação e apego é eficaz no tratamento da depressão. Seu objetivo é treinar flexibilidade psicológica para melhorar o foco de nossos pensamentos e promover mudanças. Em uma série de exercícios práticos, o problema emocional é identificado, assim como seus efeitos em nosso pensamento e comportamento, visando alcançar um compromisso real e abrangente nós mesmos.

Terapia analítico-cognitiva

Muito útil para tratamentos curtos e pontuais (até doze sessões) para melhorar certos comportamentos, pensamentos distorcidos etc. Normalmente é usado nas áreas psiquiátricas de muitos hospitais. A terapia analítico-cognitiva combina terapia cognitiva com psicologia analítica. 

O objetivo é transmitir ao paciente por qual motivo ele pensa da maneira que pensa ou por que se comporta dessa maneira. Assim, várias técnicas de enfrentamento são facilitadas para o paciente iniciar a alteração.

Terapia comportamental

Essa é outra abordagem analítica que você verá durante a faculdade de Psicologia. A terapia comportamental é útil no tratamento de fobias e vícios. Como o nome sugere, a terapia comportamental tenta reconhecer nosso comportamento aprendido ou condicionado e entender os efeitos que ele pode ter em nossas vidas. Uma vez identificado, o objetivo é claro: nos ajudar a "desaprender" e a "recondicionar-se" a ações e comportamentos mais saudáveis ​​e integrados.

Terapia psicanalítica

Mais um entre os tratamentos da Psicologia, a terapia psicanalítica é útil no tratamento de traumas, fobias e depressão na infância. Essa terapia examina como sugerimos o inconsciente e como isso afeta nossos pensamentos e comportamentos. Ele se concentra principalmente na análise de experiências da infância e tenta descobrir como esses fatos específicos afetam a vida da pessoa. Esse tipo de terapia costuma durar por mais tempo.

Caricaturas de Freud e Jung: grandes pensadores do tratamento de Psicologia

Terapia Junguiana

A terapia Junguiana, ou a análise Junguiana, é um tipo de terapia psicológica, indicada para o tratamento de depressão, ansiedade e outros transtornos, bem como promover o crescimento pessoal. O objetivo de Carl Jung era mergulhar no inconsciente da pessoa através de arquétipos inscritos em nossos sonhos e até em nossas experiências artísticas. 

Esse tipo de terapia baseia-se na conversa entre o terapeuta e o paciente, na qual se busca uma relação de confiança, igualdade, apoio e colaboração. Durante a sessão são feitas análises de sonhos, evidências de associações de palavras e atividades criativas nas quais o paciente consegue se expressar.

Terapia humanista

Em vez de lidar com sentimentos ou traumas, a terapia humanística é mais sobre fornecer alternativas para essas condições. Ele nos permite ser agentes ativos de nossas mudanças. Ela também quer nos dar uma visão mais esperançosa de nós mesmos. Os terapeutas humanistas acreditam na bondade, no bem-estar e na saúde como uma tendência natural. 

Terapia existencial

A terapia existencial ajuda a encontrar significado, um propósito de vida. Sua abordagem se concentra em levar os pacientes a refletir sobre a própria existência. A partir disso, ele entende dificuldades emocionais, conflitos internos e medos que atuam como obstáculos para atingir objetivos. Os terapeutas existenciais oferecem estratégias para viver com mais autenticidade, buscar significado para a vida e deixar de lado o superficial. 

Terapia Gestalt

O objetivo da terapia Gestalt é trabalhar a autoconfiança para que possamos resolver nossos problemas com mais segurança. O objetivo dos procedimentos utilizados é deixar de lado medos insignificantes, obter liberdade pessoal e ter determinação suficiente para atingir o potencial máximo. 

A terapia da Gestalt foi desenvolvida por Fritz Perls no final da década de 1940. Por exemplo, supõe-se que todo mundo é um todo em que um pensamento, sensação, emoção ou ação não pode ocorrer isoladamente. 

O terapeuta sempre tentará garantir que seus pacientes se sintam confortáveis ​​e sejam sempre participantes, para que possam ver sua própria resistência e se conscientizarem plenamente do significado de suas emoções, pensamentos, ideias, memórias etc. Técnicas criativas são usadas para facilitar a autodescoberta. Os pacientes também são incentivados a assumir responsabilidade por si mesmos e pela sociedade.

Terapia centrada no paciente

A terapia centrada no cliente nos ajuda a entender nossas necessidades para promover nosso crescimento pessoal. Estamos diante de uma das terapias psicológicas mais interessantes nessa área, onde o terapeuta humanista nos ajuda a esclarecer necessidades, melhorar os valores que nos identificam, promover nossa aceitação e usar nossos pontos fortes. 

Portanto, é importante lembrar que estamos enfrentando terapia não direta: o próprio paciente, não o terapeuta, é responsável por grande parte do processo terapêutico. Três aspectos fundamentais se destacam: empatia, aceitação positiva incondicional e autenticidade.

Esses são alguns dos principais tratamentos da Psicologia. Existem muitas outras metodologias, como as terapias artísticas, como a dramaterapia e a musicoterapia. Cada um desses tratamentos visam um objetivo diferente e você aprenderá mais a fundo sobre cada um deles no decorrer da sua formação. O curso de Psicologia na FAP (Faculdade Paraíso do Ceará), por exemplo, é uma excelente opção para começar sua carreira na área.

Se interessou pelo setor? Então, veja agora como é trabalhar na área da Psicologia!

Saiba como é trabalhar na área da Psicologia

Mais Posts